Abril 2010

Esse mês vamos estudar sobre a páscoa, não aquela criada pelo mundo recheada de ovos de chocolate, mas, aquela instituída por Deus quando as famílias de Israel foram isentadas da morte dos primogênitos, mediante o sacrifício do cordeiro pascal, conforme podemos verificar em Êxodo 12:14 – “E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo”...

Números 9:1 e 2 “E falou o Senhor a Moisés no deserto do Sinai, no segundo ano de sua saída da terra do Egito, no primeiro mês, dizendo: Que os filhos de Israel celebrem a páscoa a seu tempo determinado”...

Josué 5:5 e 6 “Porque todo povo que saira estava circuncidado, mas a nenhum do povo que nascera no deserto, pelo caminho, depois de terem saído do Egito, haviam circuncidado. Porque quarenta anos andaram os filhos de Israel pelo deserto, até se acabar toda a nação, os homens de guerra, que saíram do Egito, que não obedeceram à voz do Senhor, aos quais o Senhor tinha jurado que lhes não havia de deixar ver a terra que o Senhor jurara a seus pais dar-nos, terra que mana leite e mel”...

Josué 5:9 e 10 “Disse mais o Senhor a Josué: Hoje revolvi de sobre vós o opróbrio do Egito; pelo que o nome daquele lugar se chamou Gilgal, até o dia de hoje. Estando, pois, os filhos de Israel alojados em Gilgal, celebraram a Páscoa no dia catorze do mês, à tarde, nas campinas de Jericó”...

2 Reis 23:21 diz assim: “E o rei deu ordem a todo povo, dizendo: Celebrai a Páscoa ao Senhor, vosso Deus, como esta escrito no livro do concerto”...

Mateus 26:1 e 2 diz assim: “E aconteceu que, quando Jesus concluiu todos esses discursos, disse aos seus discípulos: Bem sabeis que, daqui a dois dias, é a páscoa, e o filho do Homem será entregue para ser crucificado”...

Em 1 Corintios 5:7 e 8 temos: Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. Pelo que façamos festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malicia, mas com os asmos da sinceridade e da verdade...

CopyRiight 2012 - Todos os Direitos Reservados